16.7.17

Está omisso

No filme está omisso, mas a mulher do derradeiro vice-rei da Índia apaixonou-se pelo futuro primeiro primeiro-ministro do novíssimo país, e foi correspondida: quando ela morreu, anos mais tarde, ele enviou destroyers indianos para acompanharem o funeral, realizado no mar. A história é escrita pelos vencedores, somos avisados no início. Para os estados envolvidos, este é um assunto para manter fora do ecrã, para ser reescrito. O amor é tão perigoso que pode mudar o destino de nações ou continentes, afetar a vida de milhões de pessoas, ameaçar a paz mundial. Falai de campos de refugiados, de genocídios e guerras civis mas, por quem sois, omiti os amores que decidem secretamente o devir da história. Há limites para tudo.