11.5.17

um viajante está sempre de chegada

outros demandam Xanadu, a seda, a canela, o ouro e o rubi
eu atravesso o deserto,  respiro areia, pelo teu sorriso, por ti