18.2.18

O som do abraço

Gustavo Santaolalla, Iguazú

Como jóias

Dia após dia penso em ti assim que desperto. Alguém colocou cantos de pássaros no ar como jóias.

[Com vestígios de Anne Carson.]

Resistência

Ainda é demasiado cedo para percebermos que livros terão sido escritos em dois mil e dezassete, mas quanto aos filmes, desses sabemos. Resistir também pode ser fazer melhor, com mais significado, com mais profundidade. Dezassete, foi um ano de resistência, para todos os que se preocuparam com a serpente que se vislumbra a crescer dentro do ovo translúcido. Por isso, e certamente não por coincidência, não há ano comparável nesta década, até agora, no que ao cinema diz respeito. Como se realizadores, atores, produtores, todos na cadeia de criação se tivessem apercebido que a diversão e os múltiplos níveis de significado não são incompatíveis. Um filme não tem que ser panfletário para ser eficaz. Em dezassete, redescobriu-se a arte do dizer subtil no cinema. Paradoxal, a génese da arte. Demasiado óbvias as causas, limita-lhe o apelo, torna-a perecível. Demasiado afastadas, a arte até pode ser magnífica formalmente, mas também será magnificamente vazia, igualmente de vida breve, ou de vida com interesse breve. Dois mil e dezassete foi o um ano de equilíbrio: causas próximas em embrulho transparente. Talvez num ano de tal desequilíbrio, a arte multiplique o seu peso, para que na balança que nos pondera as angústias, ao menos uma espécie de equilíbrio se torne possível.

17.2.18

Serviço público partilhado

Contando comigo, no café somos sete clientes, cada um em sua mesa, exceto dois sentados nos bancos do balcão, que partilham uma torrada estaladiça e ruidosa. Exceto o par da torrada, digo, todos lemos o jornal enquanto bebericamos o café lento. Os jornais são magnanimamente disponibilizados pelo café e, devido a este serviço público, ninguém partilha atenção com ecrãs. Exceto eu agora, que interrompo a leitura no papel e teclo no meu telefone para partilhar esta minudência inconsequente com a leitora. É uma quebra do protocolo daqui do serviço público, mas o que não faço eu pela leitora, não é?

16.2.18

A lua dourada

Tom Waits, Hold On